Este é o Café Montréal. Ele funciona da seguinte forma: você entra quando quiser, escolhe uma cadeira e pega seu café. Enquanto estiver desfrutando-o, aproveite para relaxar. Você pode simplesmente acompanhar o movimento e ver o que se passa ou, se preferir, pode se aproximar e participar das conversas. Seja bem-vindo e volte sempre!!! Satisfação garantida!!!

Churras...de verdade...!!!

Olá,

Esse post é para mostrar as fotos dos nossos churrascos aqui nas terras canadenses.

Aproveitamos enquanto o tempo ainda está nos permitindo, pois, hoje por exemplo, o tempo já mudou bastante: chuvinha, friozinho, vento...sinais de que o inverno se aproxima. Agora sao 10:40h da manha e está 14 graus em Montréal.

Ganhamos a churrasqueira à carvao dos nossos queridos amigos Jacy e Marty. Adoramos, pois a maioria das currasqueiras aqui é à gás e nós só sabemos fazer churrasco com carvao...rs..

O primeiro churras foi somente um teste da churrasqueira: nao tínhamos as carnes ideais, foi un barbecue típico québecois: brochette de frango e linguiças:









O segundo, graças ao post do Wel e da Suzel, foi um churrasco de verdade, com direito até à picanha...!!!

Nesse dia recebemos aqui em casa alguns amigos muuuuuito queridos. Seguem as fotos:









Repito aqui os dados do açougue (lembrando que é necessário ligar antes para encomendar a picanha):
Boucherie L'Entrecote
450-671-4868
7800 Boul. Taschereau - J4W 1Y7

À la prochaine,

Aninha
18/09/09

Traduçoes e Equivalências - Nossa experiência

Olá,

Já fazia tempo que queríamos postar sobre isso, mas o tempo vai passando e outras coisas vao acontecendo..aí acabamos postergando um pouco...

Entao, quando lemos o post dos Lapins sobre esse assunto, resolvemos também compartilhar nossa experiência.

Fizemos as traduçoes dos nossos diplomas, históricos, certificados, cartas de atestaçao de trabalho ainda no Brasil pois decidimos abrir o processo da Ordem dos Engenheiros do Qúébec antes de vir pra cá (assunto para um outro post em breve).

Realmente as traduçoes foram caras. Só para vocês terem uma idéia geral: um diploma(com 2 páginas) custou R$76,00. Um histórico (com 4 páginas) custou R$210,00 e por aí vai...

A tradutora no Brasil (em Sao Paulo) foi a Ligia Fonseca Ferreira. Ela é coordenadora da Aliança Francesa do Centro de Sao Paulo (Rua General Jardim). A nossa querida professora e amiga Silvia que a indicou.

Chegando aqui, resolvemos fazer a "Évaluation comparative des études effectuées hors Québec" do MICC.

O MICC nos forneceu uma lista de tradutores e entao a gente comecou a ligar e comprar os preços. Até que achamos essa tradutora brasileira, super simpática, que mora em Brossard (aqui pertinho de casa). Ela se chama Sylvie Gajevic (com esse nome até nos surpreendemos que ela era brasileira).

Explicamos para ela que a gente já tinha as traduçoes e que seria somente para validá-las. Como a Lapin falou, é o tal do carimbo e a assinatura em cima da traduçao original.

Mostramos as traduçoes para ela e ela disse que conhecia a Ligia, mas que ela tinha que revisar tudo anyway. Bom, perguntamos o preço e ela disse que cobraria $20,00 por documento. Isso mesmo, por documento.

Aquele histórico de 4 páginas, iria custar somente $20,00, o diploma, a mesma coisa...

Os únicos documentos que nao tínhamos traduzidos eram os certificados de conclusao do segundo grau. Para fazer a traduçao ela cobrou $50,00 cada.

No final ela ainda deu um descontinho e o recibo dela foi reembolsado pelo Emploi Québec (eles também reembolsaram as inscriçoes da Évaluation).

Bom, é isso...seguem os contatos das duas tradutoras:

Ligia Fonseca Ferreira
Sao Paulo (Pinheiros)
11 3819 5723

Sylvie Gajevic
450 678 6791
sylviegajevic@sympatico.ca

Até a próxima.

Aninha
18/09/09